Da próxima vez que fizer ou deixar de fazer algo, observe e responda: qual é sua real motivação para sua escolha?

Quase todo mundo deseja receber o amor e a aprovação das pessoas à sua volta. Embora isso possa ser bom, a crença de que você precisa de aceitação e aprovação dos outros pode levá-lo a um aprisionamento. E, assim, mantê-lo sob o domínio de vozes externas enquanto sufoca sua própria voz, muitas vezes, sem nem mesmo ouvi-la.

Muitas pessoas deixam de viver vidas que as realizariam, por serem dependentes da opinião alheia. Deixam de fazer escolhas que fariam caso se sentissem aceitas nas suas opções.

Embora você possa se sentir acolhido e gratificado ao experimentar aprovação, você não depende dela para buscar sua auto-realização. Ao contrário, ao se colocar numa posição de dependência da opinião alheia, corre o risco de viver uma vida que não é a sua.

A verdade é que ninguém tem necessidade vital de aprovação para ser feliz.

Os grandes artistas, pensadores e cientistas foram aqueles que ousaram dar um passo além, rompendo com o estabelecido para propor uma nova ordem, seja estética, filosófica ou cientifica.

Quase todos, num primeiro momento, viram-se rechaçados e incompreendidos, pois há uma tendência natural de se rejeitar o novo e continuar cultivando os velhos paradigmas. Depois, foram alçados à galeria dos gênios e exemplos para a humanidade.

São as pessoas comprometidas com tal verdade interior que, através de suas obras, levam a civilização a dar um passo adiante.

Não é preciso ser artista ou revolucionário para seguir o próprio caminho, sem medo das criticas ou da rejeição. Querer agradar os outros, desagradando a si próprio, é uma forma de abrir mão da sua identidade.

Aprovando a si próprio

O resultado de abrir mão daquilo que você realmente deseja é a frustração. Ninguém consegue agradar sempre. Quem pretende ser aceito de maneira irrestrita e obter aprovação de todos está alimentando um desejo infantil.

Não importam as aparências, não é possível viver bem quando você se afasta dos seus valores fundamentais, aqueles que realmente importam para sua felicidade. Valores são bússolas internas que apontam para o Norte, indicam o caminho, pois contém a essência do que o faz feliz.

Interrompendo o padrão

Como fazer para interromper esse padrão de comportamento que suga energia? A primeira atitude a tomar é adquirir consciência sobre a verdadeira motivação de cada uma das suas ações. Ninguém poderá viver suas experiências por você. Por que entregar seu poder buscando a aprovação do outro?

AO SE LIBERTAR DA DEPENDÊNCIA DA ACEITAÇÃO E DA APROVAÇÃO DAS OUTRAS PESSOAS, VOCÊ RETOMA A QUANTIDADE DE ENERGIA QUE ESTAVA COMPROMETIDA EM AGRADAR IMPRESSIONAR, MANTER UMA IMAGEM. Passa a ouvir a voz do seu coração que está conectada à inteligência infinita do universo que o apóia a seguir na direção dos seus objetivos.

É, preciso usar sua percepção e ser honesto consigo mesmo, a fim de perceber se está agindo a partir do seu verdadeiro eu ou se está se deixando levar pelo impulso de agradar o outro.

Observe os pensamentos que ocorrem quando está decidindo fazer algo. Qual é o seu diálogo interno, aquela conversinha que acontece dentro de você?

Experimente dizer sim, dizer não, ousar, seguir sua intuição e seu caminho, mesmo correndo o risco de desagradar, de ser criticado ou rejeitado pelas pessoas que não suportarem que você seja assim.

Com determinação e atenção, você poderá retomar o comando de si mesmo e impedir que o subconsciente entre coma velha programação.

Seja a pessoa que sempre quis ser

Há sentido em agradar o outro desagradando a pessoa mais importante da sua vida: você? Parece óbvio que a resposta é não. Para se libertar dessa falsa necessidade é necessário aprender a diferença entre preferir e precisar de algo. Como um ser adulto, você precisa aprovar a si  próprio para construir sua felicidade.

As suas escolhas serão tanto melhores quanto mais o apoiarem a seguir na direção dos seus objetivos. Cada ação que você promove é a semente dos resultados que colherá na vida.

Ao ser quem é, vivendo suas experiências e escolhendo o que dá certo, você se mantém à margem da armadilha da busca de aprovação e de aceitação. E quando não está a procura de aprovação, poderá buscar aquilo que realmente deseja, sem medo de fracassar.

Ninguém perde aquilo que não tem

Enquanto dirigir sua vida na busca da sensação de senti-se amado, se perderá de quem é e não terá energia e tempo para realizar seu propósito de vida. Quanto mais você lutar para obter amor e aprovação, mesmo terá. As pessoas sentem atração por quem tem boa auto-estima e não parece estar em busca de curativos para suas carências.

À Medida que o seu amor-próprio cresce você adquire a capacidade de expandir o amor para as outras pessoas e o seu verdadeiro Eu brilha naturalmente.

Ninguém perde aquilo que não tem. Portando, agradeça ao universo e a si próprio a oportunidade de saber que são as pessoas que o respeitam e que gostam de você, independentemente do que está fazendo para guardá-las ou não.

O amor que impõe condições exige e restringe não é amor. Amar é quere a felicidade de quem se ama.

Um amigo é alguém que torce pela sua felicidade, mesmo que o seu modo de ser feliz seja diferente do modo dele.

Se você torna  alguém importante na sua vida, é fundamental que essa pessoa reconheça sua liberdade de ser. Não há nada melhor que ser a pessoa que você é, com sua história e circunstâncias.

Você saberá que as pessoas que permanecem ao seu lado o apreciam por ser quem é, com suas qualidades e suas limitações.

O seu primeiro compromisso é com você

Mesmo correndo o risco de desagradar, de ser criticado ou rejeitado, siga em frente. Abrir mão da auto-realização é abrir mão da oportunidade de construir sua felicidade, do seu jeito, no seu tempo, seja ela qual for.

Ao deixar de buscar a aprovação dos outros, você entrar em sintonia com os seus critérios internos. A autoconfiança que se irradia dessa atitude atrai as pessoas para junto de você.

Seus relacionamentos passam a refletir essa segurança interior e se tornam mais significativos, maduros e verdadeiros. Isso acontece porque sua vida passa a ser direcionada a partir do seu desejo, em vez de ser dirigida pelas expectativas dos outros.

Quando está centrado, vivendo a partir da própria essência, independentemente do que os outros possam pensar, você se torna capaz de atrair o amor que deseja. Sem medo ou carência, sem precisar provar nada – apenas deixando brilhar a luz que existe em você.

APROVANDO A SI MESMO – A melhor forma de ter sucesso e de ser feliz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *