Empreendedorismo – Do que você tem medo?

Todo empreendedor possui espírito aventureiro, uns mais, outros menos, é fato. Mas, a característica ainda predomina entre aqueles que arriscam um bom dinheiro em um novo negócio, arriscam o emprego (ou a verba indenizatória da demissão) em uma franquia, arriscam uma carreira de engenheiro, professor, dentista ou terapeuta para ser empresário. Enfim, arriscam, seja lá o quê.

No entanto, assuma, ousado empreendedor: arriscar dá medo.  E não tenha medo de parecer um covarde, você não está sozinho. Diversos pequenos empresários contaram a uma revista americana quais eram seus maiores medos, veja se são os mesmos que os seus:

Medo número 1: fracasso

O maior medo dos empreendedores não poderia ser outro, ainda mais  diante do alto índice de mortalidade de empresas. Nos Estados Unidos, 95% dos empreendimentos não passam dos cinco anos de existência, segundo a publicação. Aqui no Brasil,  62% dos estabelecimentos fecham as portas no mesmo período, segundo o Sebrae-SP. Assustador.

Sabendo das estatísticas é impossível não deitar e, durante aquele período que deveria anteceder aconchegadamente o sono,  a lista de “e  se” não tomar seus pensamentos: e se eu não fizer o melhor negócio? E se eu não tiver vocação para ser empreendedor? E se eu for à falência? Até aí, foi-se o sono.

Medo número 2: incertezas econômicas

Quem não usou e abusou do crescimento econômico do Brasil até mais de meados do ano passado e, em setembro, teve que arcar com as graves consequências  da crise?  A brusca diminuição da oferta de crédito e a diminuição do consumo (nem tão brusca assim no mercado brasileiro) certamente traumatizou muita gente, sobretudo nos Estados Unidos, como mostrou o levantamento da revista.

Medo número 3: ser seu próprio patrão

Muita gente sonha em não ter chefe, mas não ter chefe também implica em não ter quem o oriente e  cuide de prazos e responda pelos erros e problemas.  Além disso, diferente de outros empregos, o trabalho em seu pequeno negócio, especialmente no início, provavelmente não vai ter escritório fixo, benefícios e salário. Essa instabilidade e falta de rotina faz pessoas estreantes no mundo do empreendedorismo sentirem imensas saudades  das cobranças do antigo patrão.

Medo número 4:  consumo excessivo do seu tempo

A ideia de não ter mais tempo para ficar com a família, fazer academia, brincar com o cachorro ou simplesmente assistir a algumas horas de televisão aterroriza quem está abrindo seu próprio negócio.

Medo número 5:  ficar por fora

Não ter demanda é um dos grandes pesadelos dos empreendedores. Imagine que, depois de passar por todas as apreensões citadas acima, o produto ou serviço oferecido não seja do interesse de ninguém. Existe terror maior?

E você? Tem medo do quê?

Fonte: Juliana Belda, Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Empreendedorismo – Do que você tem medo?
Classificado como:            

Uma ideia sobre “Empreendedorismo – Do que você tem medo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *