cerebro3

As inteligências múltiplas e a carreira profissional
A Teoria das Inteligências Múltiplas é apenas uma visão com relação ao assunto, outros estudiosos se posicionam de maneira diferente. Mas, pensando a partir do conceito criado por Gardner, muito podemos relacionar e utilizar no decorrer da carreira profissional. “Essa teoria é um referencial importante para a carreira, porque identificar precocemente aspectos que são mais preponderantes numa pessoa pode fazer toda a diferença em sua vida profissional. Um jovem que comece a manifestar uma habilidade maior com determinado aspecto do intelecto e leve isso em consideração desde cedo terá mais chances de escolher uma carreira que seja condizente com sua inteligência mais forte”, afirma o psicólogo e professor de gestão de pessoas do Insper, Francisco Ramirez.

Como bem disse o professor, “inteligência mais forte”, isso é, a teoria não sugere que uma pessoa terá apenas uma inteligência, pelo contrário, o indivíduo pode ter múltiplas inteligências, mas uma será mais marcante, mais forte que as demais. “Todos nós possuímos mais de uma inteligência, o importante é descobrirmos qual delas nos faz sobressair com relação aos outros”, aconselha Ramirez.

Apoiar-se nessa inteligência predominante é um dos caminhos para ser realizado profissionalmente. Conhecer as principais habilidades e trabalhá-las a seu favor pode transformá-lo num profissional mais completo e feliz. “O sucesso profissional depende muito do sentimento que o trabalho nos proporciona. Ser feliz é fundamental e para isso é preciso antes se conhecer e saber o que aspira para a carreira e para a vida”, aponta Irene Azevedo, consultora da DBM. Segundo ela, é a partir daí que o profissional escolhe quais pontos deve atacar em seu desenvolvimento. “Tem de procurar fazer uma escolha profissional relacionada com aquilo que se faz melhor, com mais facilidade. Temos de procurar sempre reforçar nossos pontos fortes, para que eles sejam cada vez melhores”, aconselha a consultora.

Descubra-se
Se você ainda tem dúvidas sobre qual é a sua inteligência predominante, descobrir é muito fácil. Basta pensar naquilo que faz bem, com facilidade e te dá prazer. “Tente descobrir o que é que você gosta de fazer e faz bem. Aquilo que te dá alegria, onde você sente que está dando o melhor de si. Sem dúvida nenhuma, essa é uma grande indicação de onde você vai ter sucesso na carreira”, diz Ramirez. Se o seu trabalho já está relacionado a essa inteligência, ótimo, as chances de ter sucesso e ser bem-sucedido são muito grandes.

O professor aconselha, ainda: não se arrisque numa profissão para a qual você não tem a menor habilidade ou jeito, apenas para seguir desejos de outras pessoas ou tradições familiares. “Se você é alguém que tem um talento fantástico para estar num campo de futebol, impressiona os demais, mas não tem nenhuma agilidade com números, por favor, não escolha fazer estatística”, brinca Ramirez. O recado que ele quer passar é simples – as chances de sucesso das pessoas são muito parecidas e o que determina isso na maioria das vezes são as escolhas de cada um.

Portanto, esteja você começando sua carreira agora, ou não, o importante é descobrir-se. “A nossa atuação tem de andar junto com aquilo que nos move, que nos motiva, por isso é tão importante que nos conheçamos cada vez mais, só assim podemos fazer escolhas acertadas e nos sentir preenchidos”, finaliza Irene.

Por Viviane Macedo

Envie seu comrntário

Visite também:

http://guiadomarketing.powerminas.com/

Múltiplas Inteligências:você conhece a sua?parte 2
Classificado como:                

Uma ideia sobre “Múltiplas Inteligências:você conhece a sua?parte 2

  • março 26, 2015 em 9:56 pm
    Permalink

    Obrigada!!!

    Vocês arrasam na objetividade.Parabéns!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *