Em todas as sociedades existem pessoas extraordinárias, indivíduos cujo comportamento se torna um modelo para os outros, exemplos brilhantes que todos admiram e tentam imitar. Nós a chamamos de “monstros sagrados”.

O programa de coaching de Dan Sullivan me ensinou um principio básico do sucesso: “Seja o máximo.”

Esforce-se por se tornar você também um “monstro sagrado”, que atrai outras pessoas para a sua esfera de influencia. A triste verdade PE que não existem mais tantos “monstros sagrados” como costumava haver, pessoas tão ilustres e de reconhecido valor que não verdadeiras unanimidades. Casos como o dos atores Tom Hanks, Paul Newman e Denzel Washington, do político Nelson Mandela e do empresário Herb Kelleher, presidente da Southwest Airlines.

Mas como podemos nos diferenciar em um mundo onde a maioria das pessoas não oferece nada de especial? Uma das maneiras é lutando para nos libertar dos medos, das preocupações e das ansiedades que reduzem a imaginação e as ambições da vasta maioria das pessoas. E superando o que é convencional em um mundo de percepção expandida, criatividade e realizações.

Para fazer isso precisamos ter um modelo de comportamento do tipo “monstro sagrado” para guiar os nossos pensamentos e atos. Dan identificou as seguintes características para orientá-lo:

Viva da melhor maneira possível. As pessoas bem-sucedidas se permitem ter padrões pessoais de pensamento e de comportamento mais exigentes e precisos que os da sociedade convencional. Estes padrões são escolhidos de forma objetiva, estabelecidos e aplicados.

Mantenha a dignidade e a elegância, mesmo sob pressão. Existem três aspectos desse comportamento. O primeiro é serenidade diante do caos. Por estar habituado a se conduzir de acordo com os mais altos padrões, você também têm capacidade de liderar os outros. O segundo aspecto é a calma que dá coragem, assim como a esperança de que as coisas vão melhorar. O maior exemplo desse comportamento no século XX foi o primeiro-ministro britânico Winston Churchill e sua atuação fundamental na Segunda Guerra Mundial.

Concentre-se e melhore o comportamento dos outros. Quando somos considerados um exemplo de comportamento ideal, as pessoas ao nosso redor começam a pensar e a agir de forma surpreendente – para si mesmas e para os outros.

Aja baseado em uma perspectiva mais ampla e abrangente. A consciência de sua própria humanidade faz com que essas pessoas tenham uma profunda compreensão e compaixão pelas outras. Outras características: a tolerância em relação as falhas humanas e a educação para enfrentar os conflitos.

Aumente a qualidade de cada experiência. Pessoas especiais têm a capacidade de transformar situações aparentemente insignificantes em algo prazeroso e memorável por causa dos seus pensamentos e ações responsáveis. Elas são criadoras, em vez de meramente consumidoras, e enriquecem a vida de todo mundo ao introduzir mais beleza, mais significado e estimulo em casa experiência.

Oponha-se à mesquinhez, à pequenez e a vulgaridade. As maiores características desse tipo de comportamento são a cortesia, o respeito, o reconhecimento, a gratidão e a generosidade de espírito.

Seja responsável por suas ações e resultados. Quem se comporta dessa forma não tem problemas em declarar suas falhas e transforma derrotas em progressos, enquanto a maioria se esconde.

Fortaleça a integridade de todas as situações. As pessoas costumam estabelecer metas ambiciosas, que exigem crescimento e desenvolvimento constante e continuo, agregando valor ao mundo.

Amplie o significado de ser humano. Quem tem essa característica sabe a maneira correta de tratar os outros e como a busca de novos caminhos pode tornar a vida melhor para todos. Seu objetivo é proporcionar uma liberdade única para que todos expressem sua peculiaridade para o mundo.

Aumente a confiança e as habilidades outros. Os “monstros sagrados” são geradores de energia, não sugadores de energia. Como definem seus ideais e criam estruturas que apóiam o enriquecimento de suas aspirações e capacidade, eles aumentam a confiança em si mesmos. E, por tabela, oferecem apoio aos outros ao revelar suas capacidade criativas, de cooperação, de progresso e de crescimento.

A lista acima me ensinou muito a respeito do que significa ser um “monstro sagrado”. Mas importante ainda: ensinou-me quais são os benefícios de ser reconhecido como tal pelos outros.

Como se tornar uma referencia

Quando as pessoas mencionam o grande treinador de basquete da UCLA John Wooden, todos concordam que ele é o exemplo máximo de pessoa capaz e bem-sucedida. John tornou-se uma unanimidade, sempre agradecendo aos outros e se mantendo focado na busca da excelência. Sua frase predileta é: “Você é especial, você conta.”

Uma das partes mais difíceis do trabalho de qualquer treinador é decidir quem fará parte do time e quem ficará de fora. Muitos colocam a escalação do time no quadro de avisos do ginásio, mas Wooden prefere conversar individualmente com os jogadores para analisar seus pontos fracos e fortes e recomendar, se necessário, os esportes onde, em sua opinião, eles podem brilhar mais. Isso deixa os atletas motivados em vez de emocionalmente arrasados.

Um dos maiores benefícios de ser considerado um “monstro sagrado” como Wooders é que todo mundo quer fazer negócios com você ou ficar em sua esfera de influencia. Todos sabem que as pessoas geniais podem ajudá-los a expandir suas possibilidades e, por isso, confiam em sua capacidade de agir com responsabilidade, integridade e segurança.

Analise seu circulo de amigos, colegas, parceiros, clientes e contatos e me diga: eles são o máximo em suas áreas? Se a resposta é não, considere esse fato como um reflexo de seu próprio status – e trate de rapidamente recriar a sua personalidade, elevar a qualidade de sua atitude e mudar o seu comportamento para melhor.

Tive um insight sobre isso quando estava em meu escritório. Percebi que, trocando os copos de papel por copos de vidro, estaria enviando duas mensagens importantes para as pessoas – a primeira, de que apoiava a conservação da natureza, pois essa decisão evitaria o corte de mais arvores e reduziria a utilização de terras; e a segunda, e mais importante, de que me importava com o ambiente de trabalho e com o bem-estar da equipe, dos clientes e dos visitantes.

Todo mundo merece atenção, mas uma das primeiras pessoas que você deve tratar com respeito e estima é você mesmo. Se você for desmazelado, atrasado e relaxado, as pessoas o tratarão do mesmo modo. O inverso é verdadeiro.

Certas pessoas se impõem não pela maneira como tratam os outros, mas pelo modo como tratam a si mesmas. Quando você estabelece um padrão mais elevado, imediatamente recebe um tratamento melhor das pessoas à sua volta, além de atrair quem vive de maneira semelhante.

 

SEJA O MÁXIMO – Como se tornar referência naquilo que faz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *