Texto motivacional sobre comunicação – O rei e o sábio

Texto motivacional sobre comunicação – O rei e o sábio

Era uma vez… Um rei que morava num grande castelo.

Um dia, levantou-se apavorado. Havia tido um sonho terrível no qual teria perdido de uma só vez todos os dentes. Preocupado, ordenou:

– Chame o meu melhor sábio.

Em poucos minutos, lá estava o sábio diante do rei. Após contar-lhe o sonho terrível, ordenou-lhe:

– Diga-me, sábio, o que significa esse meu sonho?

O sábio pensou… pensou… pensou… e, virando-se para o rei, disse-lhe:

Majestade, vai acontecer uma desgraça na sua família. Uma doença terrível vai invadir o castelo e morrerá o mesmo número de parentes tanto quanto for o número de dentes perdidos em seu sonho.

O rei, furioso, ordenou ao seu comandante da guarda que amarrasse o sábio no toco e lhe desferisse cem chibatadas diante de todos os súditos.

– Chame outro sábio, este é um idiota – ordenou aos gritos.

Logo, logo, lá estava o outro sábio diante do rei. Contando-lhe todo o sonho terrível, ordenou-lhe:

– Diga-me, sábio, o que significa esse sonho?

O sábio pensou… pensou… pensou… e, olhando nos olhos do rei deu um sorriso largo, disse:

– Vossa Majestade é realmente um iluminado, um protegido por Deus. O número de dentes que sonhou perder será o mesmo número de familiares que morrerão vítimas de uma doença terrível.

Mas, apesar de toda a desgraça do castelo, Vossa Alteza irá sobreviver são e salvo.

O rei, feliz da vida, ordenou que lhe entregassem cem moedas de ouro.

Quando este saía do palácio, um dos cortesãos lhe disse admirado:

– Não é possível! A interpretação que você fez foi à mesma que o seu colega havia feito. Não entendo porque ao primeiro ele puniu com cem chibatadas e a você ele recompensou com cem moedas de ouro.

– Lembra-te meu amigo – respondeu o adivinho – que tudo depende da maneira de dizer. Um dos grandes desafios da humanidade é aprender a arte de comunicar-se com sucesso. Da comunicação depende, muitas vezes, a felicidade ou a desgraça, a paz ou a guerra. Que a verdade deve ser dita em qualquer situação, não resta dúvida. Mas a forma com que ela é comunicada é que tem provocado, em alguns casos, grandes problemas. A verdade pode ser comparada a uma pedra preciosa. Se a lançarmos no rosto de alguém pode ferir, provocando dor e revolta. Mas se a envolvemos em delicada embalagem e a oferecemos com ternura, certamente será aceita com facilidade. A embalagem, nesse caso, é a indulgência, o carinho, a compreensão e, acima de tudo, a vontade sincera de ajudar a pessoa a quem nos dirigimos. Ademais, será sábio de nossa parte se antes de dizer aos outros o que julgamos ser uma verdade, dizê-la a nós mesmos diante do espelho. E, conforme seja a nossa reação, podemos seguir em frente ou deixar de lado o nosso intento. Importante mesmo é ter sempre em mente que o que fará diferença  é a maneira de dizer as coisas…

Receba em seu e-mail Vídeos, Textos e Mensagens Motivacionais e de Sucesso, é só fazer o pedido nos comentários!

48 comentários sobre “Texto motivacional sobre comunicação – O rei e o sábio

  1. Esta história retrata bem, q nós só entendemos e aceitamos aquilo q nos convém, q é bom p/ gente; porém um homem sábio é aquele q houve a todos e tenta perceber tudo, p/ então decidir o q fazer, pois aquele q aceita apenas o q lhe convém é um fraco, q muito em breve cairá por causa de seu mundo fatasioso!
    Espero q tenham compreendido minha linha de raciocínio!!!
    bjss…

  2. Oscar,tudo bem?
    É que faltou uma parte,foi mal.Eu já coloquei o restante da história no post,aqui também segue ela completa…
    O REI E O SÁBIO

    AUTOR DESCONHECIDO

    Era uma vez… Um rei que morava num riquíssimo castelo.

    Um dia, levantou-se apavorado. Havia tido um sonho terrível no qual teria perdido de uma só vez todos os dentes. Preocupado, ordenou:

    – Chame o meu melhor sábio.

    Em poucos minutos, lá estava o sábio diante do rei. Após

    contar-lhe o sonho terrível, ordenou-lhe:

    – Diga-me, sábio, o que significa esse meu sonho?

    O sábio pensou… pensou… pensou… e, virando-se para o rei, disse-lhe:

    – Majestade, vai acontecer uma desgraça na sua família. Uma doença terrível vai invadir o castelo e morrerá o mesmo número de parentes tanto quanto for o número de dentes perdidos em seu sonho.

    O rei, furioso, ordenou ao seu comandante da guarda que amarrasse o sábio no toco e lhe desferisse cem chibatadas diante de todos os súditos.

    – Chame outro sábio, este é um idiota – ordenou aos gritos.

    Logo, logo, lá estava o outro sábio diante do rei. Contando-lhe todo o sonho terrível, ordenou-lhe:

    – Diga-me, sábio, o que significa esse sonho?

    O sábio pensou… pensou… pensou… e, olhando nos olhos do rei deu um sorriso largo, disse:

    – Vossa Majestade é realmente um iluminado, um protegido por Deus. O número de dentes que sonhou perder será o mesmo número de familiares que morrerão vítimas de uma doença terrível.

    Mas, apesar de toda a desgraça do castelo, Vossa Alteza irá sobreviver são e salvo.

    O rei, feliz da vida, ordenou que lhe entregassem cem moedas de ouro.

    Quando este saía do palácio, um dos cortesãos lhe disse admirado:
    – Não é possível! A interpretação que você fez foi à mesma que o seu colega havia feito. Não entendo porque ao primeiro ele puniu com cem chibatadas e a você com cem moedas de ouro.
    – Lembra-te meu amigo – respondeu o adivinho – que tudo depende da maneira de dizer. Um dos grandes desafios da humanidade é aprender a arte de comunicar-se. Da comunicação depende, muitas vezes, a felicidade ou a desgraça, a paz ou a guerra. Que a verdade deve ser dita em qualquer situação, não resta duvida. Mas a forma com que ela é comunicada é que tem provocado, em alguns casos, grandes problemas. A verdade pode ser comparada a uma pedra preciosa. Se a lançarmos no rosto de alguém pode ferir, provocando dor e revolta. Mas se a envolvemos em delicada embalagem e a oferecemos com ternura, certamente será aceita com facilidade. A embalagem, nesse caso, é a indulgência, o carinho, a compreensão e, acima de tudo, a vontade sincera de ajudar a pessoa a quem nos dirigimos. Ademais, será sábio de nossa parte se antes de dizer aos outros o que julgamos ser uma verdade, dizê-la a nós mesmos diante do espelho. E, conforme seja a nossa reação, podemos seguir em frente ou deixar de lado o nosso intento. Importante mesmo é ter sempre em mente que o que fará diferença e a maneira de dizer as coisas…

  3. Muito linda essa história que ilustra perfeitamente nossa capacidade de comunicacão. Peco, por gentileza, enviar-me histórias como essa. Será muito útil para mim e o meu grupo. OK???? Parabens!!!!!

  4. São muito interessantes e produtivas as historiaspublicadas, gostaria de receber também em meu e-mail
    Grata
    Maria Passos

  5. gostaria de receber estas novidades de seu site com histórias de motivações entre outras aguardo agradece

  6. Todas as mensagens são o máximo; quero receber historis de motivação e outras no meu e-mail. PARABÉNS!!!

  7. Gostaria de receber em meu e-mail mensagens e/ou dinãmicas de motivação.Obrigada!Joaninhamaso@gmail.com

  8. Parabéns a todos vocês que de uma maneira muito especial conseguem atingir um público bastante diversificado de pessoas.Uso este material para levar os meus amigos a refletirem. Agradecida

  9. Muito bom, como diz uma passagem do texto; Um dos grandes desafios da humanidade é aprender a arte de comunicar-se.

  10. Gostaria de receber emails de histórias e vídeos motivacionais.
    Grato, atenciosamente,
    Marcelo Vieira

  11. Adorei o texto O rei e o Sábio, era exatamente o que estava procurando.Obridaga, me envie mais.

  12. Muito boa a história. Gostaria de receber mais materiais como este em meu email. Obrigado

  13. Entendi que essa história, não pode ser interpretada por topeiras, antas e pessoas sem cérebro.
    Por isso não sei porque perdem tempo em fazerem comentários imbecís.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>