O comportamento das pessoas é realmente uma caixinha de surpresas e isso é valido tanto para a vida pessoal quanto para a vida profissional. Na correria do dia-a-dia das corporações, por exemplo, os líderes se deparam com uma gama de situações que envolvem alegria, tristeza, raiva, ansiedade e que quando não são bem administrados, podem acabar gerarando conflitos, inclusive comprometendo até o desempenho da equipe. Por esse motivo, o setor de recursos humanso das empresas cada vez mais investem tanto nas competências técnicas quanto no desenvolvimento do lado comportamental dos seus colaboradores.

Clique aqui e continue lendo

Rh: identificando competências comportamentais em um processo de seleção
Classificado como:                    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *